Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Às mulheres mães

por amorlíquido, em 30.06.20

Ela é da cor da Primavera

no terraço da vida sentada à espera

que a dor do vazio desvaneça

e que no mundo talvez aconteça 

o grito da eterna união. 

 

Entre lágrimas de um laço perdido

desfeito, porém sentido

nasce o sorriso da descoberta. 

Aprende-se a sentir o invisível 

a querer o não possível, e

numa janela entreaberta

voam certezas pouco certas

ficando o cheiro de um p'ra sempre amor.

 

Na verde esperança de uma nova história

crescem dúvidas nas raízes

abraçadas ao medo do insistir.

Do sal que corre no rosto

beija-a a curva do acreditar

que do ritmo que nela sofreu

a natureza há de recriar

a existência de um futuro alguém. 

Sim, cor de Primavera

tal como ela

que de vida se soube mãe.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


2 comentários

Imagem de perfil

cheia a 30.06.2020

As mães são mágicas! Há, nas mães um magia que não sei explicar. O facto de nos carregarem nove meses, faz com que fiquemos com uma ligação inexplicável.
Boa noite
Imagem de perfil

amorlíquido a 30.06.2020

É verdade. Não se explica, apenas se sente. Boa noite

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D