Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


35 dias de isolamento

por amorlíquido, em 16.04.20

Habita em mim a saudade de sentir. Tudo. A ambição do sol, a leveza do ar, a frescura dos aromas mais atrevidos. A certeza dos apaixonados interrompidos pela ingenuidade das crianças. Ficaram memórias. De corridas e correrias. De abraços e embaraços. De beijos e desejos. Mora apenas essa saudade. De um tudo que sempre pareceu pouco. Permanece agora uma pele acabada de nascer. Que desconhece a cor de um mundo que perdeu o disfarce. Que não sabe nada de tempo nenhum. Sabe de si e do que vai sendo. Em quantidades discutíveis. Hoje tanto, com tanta vontade de desistir. Perdida no soluço entre um passado quase presente e um futuro de um tempo que a ninguém pertence.

Habita em mim a saudade de sentir. Os dias e a sua passagem. Os desencontros e as suas mensagens. Habita muito nessa saudade. Mais do que ver de novo ou ter novamente, vive a saudade de um alguém que não sabia existir. Um ser descontínuo. Entre a ignorância da demasia e o confronto com a inevitabilidade da escassez.

Nasci eu enquanto outra parte de mim.

Autoria e outros dados (tags, etc)


4 comentários

Imagem de perfil

Ana Mestre a 16.04.2020

Tão verdade...
Já perdi a conta aos dias, parece que vivo numa realidade paralela...

Beijinho
Imagem de perfil

bii yue a 16.04.2020

Lindo e é mesmo a realidade dos dias de hoje
Imagem de perfil

V de Viver a 18.04.2020

Excelentes palavras que relatam o que muitos de nós estamos a passar e a sentir.
Fantástico

Um beijinho, V

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D